A verdade X O ego   7 comments

Nesse texto vou abordar o tema “A verdade   X   O ego humano”, segundo minhas impressões.  Aquilo que entendemos por verdade é a verdade ou a expressão pura do nosso ego?…A verdade é apenas um ponto de vista?  Bom para responder essas e uma série de outras perguntas acerca desse tema; “A verdade”, vamos ponderar da seguinte forma: 
* Se realmente um homem possuísse a verdade em suas mãos, não existiriam os conflitos. Esse é o primeiro ponto a ser considerado.   
* Apartir do momento em que se transformou em ser pensante através do processo evolutivo, cada indivíduo compreende de forma inconsciente que existe um caminho e existe uma forma de chegar até ele. (Leia-se uma força suprema que rege a vida) Essa é a verdade interior existente dentro de cada indivíduo.  Até mesmo os mais céticos crêem em algo que não compreendem, e somente por isso não aceitam.  
 “É PRECISO BUSCAR PARA COMPREENDER E COMPREENDER PARA ACEITAR”   
Partindo dessas duas simples formas de pensamento, concluo que nossa verdade é somente nosso ponto de vista acerta de uma determinada realidade, fato ou acontecimento.  Quando julgamos que algo é verdadeiro, externamos nossas impressões positivas ou seja, uma inclinação de concordância.  Acreditamos, logo é real, verdadeiro. Se você crê em “conspirações” elas são reais, se crê em espiritualidade ela é real, se é religioso então a religião determina suas verdades. É assim que funciona, é crer para aceitar. 
Para muitos, crer em um Deus velhinho, de forma humana, vestido de branco e criando o primeiro homem de um punhado de barro, literalmente, e a mulher de sua costela, também literalmente é verdadeiro e real porém,  é inadmissível para aqueles que pensam de forma menos alegórica acerca dos ensinamentos religiosos e espiritualistas que temos disponível.  Quem está correto em sua forma de pensar?…aquele que crê de forma literal, sem nenhum tipo de interpretação mais profunda, ou aquele que se utiliza de lógica e raciocínio para tirar suas conclusões finais? 
Depois de muito tempo lendo e pesquisando sobre o comportamento humano com base na espiritualidade, concluo portanto que ambos estão corretos -essa é a minha verdade- , pois cada qual toma para si como verdade aquilo que acredita ser aceitável. Isso não necessariamente significa que os fatos sejam verdadeiros, ou que as convicções sejam as corretas, mas representa cada verdade ou inúmeras verdades existentes dentro de cada nível evolutivo, de compreensão e esclarecimento pelo qual passamos todos ao longo das existências.  Devemos portanto impedir que a arrogância e a petulância humana imponha-se de forma a imprimir uma verdade absoluta para todos.
A verdade absoluta não existe, não está nas mãos de homem algum. O que existe é um fragmento da verdade inerente em cada ser, em seu mais profundo íntimo. É essa a nossa “bússola”, ela que nos guia de forma silenciosa pelos caminhos difíceis e conturbados da vida corporal.  Sem notarmos, estamos sendo levados e é essa fração da verdade que nos acompanha a vida toda. Com ela temos noção do certo e do errado, do “bem e do mal”, do possível e do impossível enfim, da existência de uma força superior que rege a vida em todas as suas formas; material  ou espiritual, níveis evolutivos e dimensões existenciais. 
Quando leio em alguns blogs pelos meus caminhos do esclarecimento e pesquisa, percebo muitos querendo impor sua verdade, como se  fosse a verdade absoluta, e não somente sua impressão de uma determinada realidade ou fato. Muitos dizem:  “ACORDA!!!, DEIXE DE SER UMA OVELHA, UM ROBÔ, UM ESCRAVO, um isso, um aquilo…”, e sequer se dão conta que tudo é uma questão de foco.  Quando focamos um determinado ponto,  é ele que passa a ser relevante para nós, portanto passa a ter importância. Se damos importância, procuramos nos aprofundar em suas raízes para entendermos de forma mais clara seu funcionamento.  É exatamente nesse momento que tiramos as conclusões necessárias para determinar se algo é verdade ou não. Se passamos a acreditar ela se torna verdade, caso contrário não.  O problema da humanidade é que quando cremos em algo como verdadeiro, tendemos a querer “obrigar’ outros a crerem no mesmo, como se aquilo fosse a única e absoluta verdade.  Todos querem ter a verdade, saber a verdade, entender da verdade,…esse é o EGO humano.  O egocentrismo arrogante fica evidente a medida que tentamos “vender” uma verdade como certa e absoluta quando sequer entendemos e sabemos quem somos de verdade.  O indivíduo se diz portador da verdade mas não se entende, não se compreende tão pouco sabe de si mesmo.  Não sabe quem é, de onde veio nem para onde vai.  É uma bela contradição, o portador da verdade mal sabe de si mesmo,…como quer compreender o todo?  
Como me reconheço como ser imperfeito e possuidor de um EGO ainda monstruoso, concordo que o descrito acima não é a verdade absoluta, é apenas a minha forma de ver a realidade humana em suas contradições.  Esse é meu ponto de vista, não precisa seguir-me, nem recomendo que o faça, então procure a sua verdade, aquela que está dentro de seu mais profundo íntimo, ela sim merece sua confiança e atenção.  Fora isso, o resto todo é opinião alheia, passível de erros e transformações, crendo-se hoje em algo e amanhã não mais. Como as opiniões são variáveis e flexíveis, aquilo que agrada gregos não agrada aos troianos, o que é bom para mim, pode ser péssimo para você. 
 Parto então do princípio da não eternidade das causas humanas, e as opiniões não fogem a essa regra.  Dentro do processo evolutivo espiritual a qual é submetido todo e qualquer indivíduo, não importando sua nacionalidade, raça, credo ou grau de instrução, tudo se encontra dentro das causas transitórias que compõem a vida material.  A transitoriedade da vida humana e tudo que a cerca, em si trás as respostas que precisamos para entender a questão da verdade, ou , das verdades.  Se a verdade é eterna, tudo que é transitório ou seja, o não eterno não representa a verdade e sim um reflexo dela.  Oriunda da espiritualidade a verdade nos é oferecida em fragmentos para que busquemo-a de forma integral;  A verdade das causas eternas, a causa primária de tudo que existe.  São os fragmentos da verdade que nos atraem para a sua totalidade, é através deles que enxergamos em meio ao nevoeiro das causas transitórias humanas.  
 Li em um blog de uma “amiga” que dizia assim:   “O ESSENCIAL É INVISÍVEL”, pois é, essa é uma verdade, não a absoluta, mas um reflexo dela. Eu interpreto essa citação da seguinte forma:  -O que é verdadeiro, o necessário, o essencial como diz, não é visto aos olhos humanos e sim aos olhos espirituais. Nesse ponto saímos em desvantagem já que, por toda nossa existência física demos prioridade aos nosso 5 sentidos exteriores básicos; audição, visão, paladar, olfato e tato,  em detrimento dos nossos sentidos interiores como a intuição por exemplo.  São justamente nossos sentidos interiores que enxergam, percebem o essencial ou seja, a verdade, a espiritualidade.
 “A MATÉRIA E TUDO QUE A COMPÕE É TRANSITÓRIA”, sendo assim não submete ao eterno suas verdades. Aquilo que nos parece verdade no plano físico, se mostra de outras formas ou até inexistente nos planos espirituais.  Portanto, cuidado com o que você  anda lendo e acreditando, você pode se surpreender mais cedo ou mais tarde já que, uma das verdades da existência humana é que um dia ela cessará, para todos.  Partindo do princípio básico de que nada é obra do acaso, e que tudo que existe,  existe por que houve uma causa primária, então essa causa é a verdade.  A única explicação para tudo que houve, há e haverá.  Somos obrigados a concordar que na busca pela verdade encontraremos diversas verdades, e serão elas que no seu devido tempo, com o devido esclarecimento se encaixarão como um imenso quebra-cabeças nos possibilitando a compreensão da única verdade; a espiritualidade, do eterno.  A compreenção da eternidade da alma é esse caminho, tudo parte dele, se não for por esse caminho, nada faz sentido pois, a alma e suas causas eternas são o início de tudo. 
 “NÃO CONFUNDA ESPIRITUALIDADE COM RELIGIÃO.”  – A espiritualidade é o observar, o buscar pelo entendimento das causas eternas, do todo imortal, atemporal, onipresente, onipotente e onisciente,  comumente denominado de “DEUS”.  Já religião, bem essa apesar de não ser necessário nenhum tipo de comentário pois cada qual com suas crenças, podemos etiquetá-la (no bom sentido) da seguinte forma: “Religião é a interpretação que o ser humano deu  acerca dos ensinamentos espirituais deixados como caminhos a serem seguidos.  Notem o que eu disse: “A INTERPRETAÇÃO que o ser humano…”, não sendo portanto, necessariamente a verdade absoluta e sim uma forma de enxergar seus ensinamentos. Quando eu afirmei; cada qual com suas crenças,  é por que acredito que cada indivíduo tem o livre arbítrio para decidir que caminhos seguir em sua jornada da vida. Se é verdadeiro ou não , se é certo ou não, não cabe a ninguém julgar a não ser seu próprio criador. Esse é o desmontar do ego e o alicerce a ser construido para compreendermos que aquilo que cremos por verdade é somente  nossa verdade, apenas nosso ponto de vista,  algo em que acreditamos e que  não serve para todos a não ser para nós mesmos. 
(*) Continuarei sobre esse tema, incluindo crenças apocalípticas em breve em “APOCALÍPSE, a crença da moda”.  
ACrivelli
Anúncios

Publicado 13 de agosto de 2010 por acrivelli em pelo autor

7 Respostas para “A verdade X O ego

Assinar os comentários com RSS.

  1. Muito bom seu texto, gostei.
    Parabéns pelo ponto de vista apurado…

  2. tem muitos blogs e sites que dizem faça isso faça aquilo, não faça isso nem aquilo como se fossemos todos uns retardados e eles os experts…vc tem razão, a verdade esta dentro de nós e não na internet. Obrigado e parabens.

  3. na verdade não existe verdade não é mesmo? Existem opiniões, estou certo?

  4. É isso aí eclético, aquilo que as pessoas chamam de verdade, eu chamo de opinião. Quem realmente por afirmar com 100% de certeza que está certo de algo? Ninguém.
    A verdade é irrefutável, sem ninguém é capaz de afirmar sem chance de erro que está correto em suas convicções, então para mim isso não é verdade. Uma opinião pode facilmente ser discutida, já a verdade não. Então o que é ou qual é a verdade, bom, pelo jeito ninguém sabe por que ninguém a tem. Não sei se me fiz entender….

  5. é isso aíííííí´, valeu!

  6. Muito coerenre isso que vc escreveu sobre a Verdade. Muitos se acham donos da verdade, tenho visto inumeros blogs que pregam de tudo como se fossem os sabios da vez, chega a ser patetico. Parabens pelo seu ponto de vista.

  7. Pingback: Os profetas do apocalípse e suas verdades « Nosso lar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: